O novo crossover do segmento B deverá ser feito com base numa versão encurtada da plataforma modular CMA que estreará no XC40.

A Volvo estará a desenvolver uma nova série 20. Ouvido pela Autocar, o responsável de pesquisa e desenvolvimento da marca sueca confirmou um dado importante acerca deste novo conjunto de modelos do segmento B: a plataforma modular CMA, que está a ser desenvolvida com os chineses da Geely (donos da Volvo) e que será utilizada na nova série 40 e nos modelos da nova marca do grupo, a Lynk & Co, poderá ser encurtada. As palavras de Henrik Green levam a crer que há margem para que esta base possa servir para modelos mais pequenos, nomeadamente um crossover XC20 (na imagem o concept 40.1 apresentado em 2016), que se deverá aproximar dos 4,20 metros de comprimento. Em causa está um concorrente do Audi Q2, a lançar em 2019. Resta saber se há margem para outros modelos nesta série 20, pelo menos para o mercado ocidental.

A gama de motores deverá ser semelhante à da nova série 40, que contará com os modelos XC40, S40 e V40. Espera-se que seja lançado com o novo 1.5 turbo de três cilindros com 150 cv.

Assine Já

Edição nº 1446
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes